Quarta-Feira , 13 de Dezembro de 2017

Esporte

Timão terá sequência sem time ideal, que só jogou junto quatro vezes

Em 21/07/2017 , às 15h26 -

Imagem: Divulgação   (Imagem:Divulgação )
 Sem Jadson, que fraturou duas costelas e deve ficar fora do time por cerca de 30 dias, e Pablo, que segue com uma contratura muscular na coxa direita, o técnico Fábio Carille vai ter dor de cabeça para escalar o Corinthians para o jogo deste domingo, às 16h00 (de Brasília), contra o Fluminense.

Apesar de ocupar a liderança do Campeonato Brasileiro, o Timão vem sofrendo com desfalques na competição. A formação considerada ideal (Cássio; Fagner, Pablo, Balbuena e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Rodriguinho, Jadson e Romero; Jô) só foi repetida por Carille em quatro partidas – de 15 já realizadas.

Com a escalação ideal, o Timão venceu dois jogos e empatou outros dois. O Timão estreou no Brasileirão com a equipe titular, e ficou no empate por 1 a 1 com a Chapecoense, jogando em Itaquera. O Alvinegro só voltou a repetir os 11 jogadores na nona rodada, quando venceu o Bahia (3 a 0). Já no clássico contra o Palmeiras, no Palestra Itália, Carille escalou força total e venceu por 2 a 0.

A última vez que o Corinthians entrou em campo com a formação ideal foi no jogo da última quarta-feira. Contra o Avaí, a equipe de Carille acabou perdendo dois jogadores ainda no primeiro tempo. Pablo, com dores musculares, e Jadson, com lesão na costela, deram lugar para Pedro Henrique e Marquinhos Gabriel, respectivamente.

O meia Rodriguinho comentou sobre a baixa de Jadson, e explicou o que muda com a saída de seu companheiro de meio-campo. “A flutuação, porque o Jadson é um cara que vem por dentro e a gente consegue fazer superioridade numérica muitas vezes. Se não for um jogador que tem essa mesma condição a gente vai explorar mais os fundos do campo para poder fazer com que a bola chegue mais na área”, analisou.

O técnico Fábio Carille terá apenas dois dias para decidir quem irá assumir a vaga de Jadson. Reserva imediato, Marquinhos Gabriel recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Avaí e cumprirá um jogo de suspensão automática. À sua disposição, o treinador tem Giovanni Augusto, Clayson, Clayton e Pedrinho.

Com poucas chances no time corintiano nesta temporada, Giovanni Augusto é quem possui futebol mais similar ao de Jadson. Já Clayson e Clayton são geralmente aproveitados por Carille nas beiradas de campo. Enquanto Pedrinho, jovem da base, costuma atuar no ataque.

“O Fábio vai decidir ainda, existem vários jogadores que podem tomar essa vaga (de Jadson), será uma disputa sadia. A respeito de Clayson e Pedrinho, o Clayson é um jogador de mais velocidade, que vai muito para o drible, e o Pedrinho é mais armador, mas tem também o lance pessoal. De toda forma, quem ele escolher estaremos bem servidos, tem outros jogadores que podem assumir essa posição e cabe ao Fábio decidir”, acrescentou Rodriguinho.

Já a possível vaga deixada por Pablo não deve tirar o sono de Carille. O jovem Pedro Henrique deve ser o escolhido para formar dupla de zaga com o paraguaio Balbu

Enviar por email

Comentário: Os comentários serão incluídos na mensagem

Comente esta notícia