Em 2016-06-04 02:17:00 - Por São João dos Patos

Um veículo utilizado no transporte de alunos para escolas da região de Tinguis no município de Sucupira do Riachão, no sudeste do estado do Maranhão distante a 552 km da capital, São Luís, foi flagrado trafegando pelas ruas da cidade em razão das condições precárias principalmente nos pneus, dentre outras irregularidades. 

Imagem: autor em sigilo Frente do Ônibus Escolar (Imagem:autor em sigilo )Frente do Ônibus Escolar  


Imagem: Autor em sigilo Clique para ampliarCondições do pneu com imagem aproximada (Imagem:Autor em sigilo )Condições do pneu com imagem aproximada
 Um leitor do blog que trafegava pelo local onde o ônibus se encontrava fotografou o pneu e enviou através de whatsapp para publicação. “Estou fazendo a minha parte de cidadão espero que os dirigentes públicos façam a parte dele e não tenham no futuro que lamentar um grave acidente”, enfatizou.


O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) estabelece os equipamentos obrigatórios para a frota de veículos em circulação, entre eles, os pneus. As regras de trânsito determinam que os pneus ofereçam condições mínimas de segurança, inclusive os sobressalentes (estepes), porém, a gestão atual não teve a ousadia e competência para saber quando os pneus estão na hora de ser trocados.

A infração

Veículos flagrados com irregularidades nos pneus, são passivos de serem autuados com base no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), artigo 230, inciso XVIII "Conduzir o veículo em mau estado de conservação, comprometendo a segurança (...)". Configura mau estado de conservação, entre outras situações os pneus lisos, inclusive o estepe.

É infração grave punida com 5 pontos na carteira nacional de habilitação, cujo valor da multa é estipulado em R$ 127,69. Além disso, o veículo será retido até que a irregularidade seja sanada; não sendo possível saná-la no local, será recolhido o Certificado de Licenciamento Anual (CLA), conforme artigo 270, parágrafos 1º e 2º.

Procuramos assesoria prefeitura do município na pessoa de Agnaldo Ribeiro, mas não quis se manifestar sobre o assunto. E quando tentamos insistir em buscar informações o que nos informou  a seguinte  a informação "o interesse da informação é restrito aos eleitores e cidadãos sucupirenses e disse que não tem nada a declarar a impressa, no que diz respeito a esse blog, acho que se você quer ser um reporter investigativo deveria fazer jornalismo" 

Imagem: FacebookClique para ampliarAgnaldo Ribeiro, Assessor da Prefeitura Municipal de Sucupira do Riachão(Imagem:Facebook)Agnaldo Ribeiro, Assessor da Prefeitura Municipal de Sucupira do Riachão 
O Art. 10 da lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011 na qual dispõe a Lei da Transparência e outras providências, informa no capítulo III que qualquer interessado poderá apresentar pedido de acesso a informações aos órgãos e entidades referidos no art. 1º desta Lei, por qualquer meio legítimo, [...].

Em nota a redação do Tribuna do Maranhão responsável pela cobertura da região do Sertão Maranhense com sede em São João dos Patos informa que lamenta o posicionamento do municipio de Sucupira do Riachão.

Consideramos que impedir o acesso a informação é um ato de golpe contra a sociedade, contrariando o direito de informações de interesse público onde é inadimissível a limitação da informação a uma área geografica isolada do território brasileiro no sítio de Sucupira do Riachão, onde esclaremos que a nossa intenção é repassar qualquer conhecimento público para todos cidadãos brasileiros.

Esse tipo de conduta com a intenção de ocutar o direito a informação consideramos que seja um retrocesso e incompatível o execício do cargo público e da civilização contemporrância, onde consideramos que o diálogo é a forma mais adequada de buscar meios de exercermos um democracia mais forte onde todos tenham direitos e deveres.







Leia Mais.

Em 2016-05-12 20:15:00 - Por São João dos Patos

 Após grande fartura e desmandos, Sucupira do Riachão teve conta bloqueada

O município de Sucupira do Riachão vem sendo palco de muitos desmandos na gestão de Gilza Ribeiro, na qual tem em seu nome o significado de abundância (fartura) e está com a administração prejudicada, os servidores não recebem salário há 30 dias e o cofre da cidade com contas bloqueadas. É que o Tribunal de Contas do Estado do Marnahão (TCE-MA) determinou o bloqueio das contas do município de Sucupira do Riachão, que fica a 552 km de São Luís, além da suspensão do repasse de todas as verbas estaduais e federais para o município.

Quanto menor o município maior risco de não ter ocorrido o repasse da contribuição previdenciária. A afirmação é explicada pela frouxidão de fiscalização em cidades nanicas do interior e pela carência de investimentos e recursos circulando no município. Por isso, muitos gestores ficam tentados em dar outra destinação ao dinheiro que é arrecadado para fins previdenciários.

A obrigação de repassar o dinheiro arrecadado da contribuição previdenciária é do Município. Já o INSS tem o papel de fiscalizar a transação. E o trabalhador não possui a responsabilidade de comprovar os recolhimentos (Lei 8.212/91, art. 30, I, a). A falha dos dois lados não deve prejudicar a parte mais fraca e vulnerável dessa relação, o trabalhador. Portanto, o tempo deve ser averbado na Previdência Social, mesmo que não tenha chegado dinheiro aos cofres públicos.

Para contornar essa problemática, o segurado que atuou trabalhando em prefeituras deve primeiramente procurar o órgão de origem e buscar a certidão de tempo de serviço prestado na prefeitura. Na certidão, deve constar a matrícula, início e fim do contrato, o total dos dias efetivamente trabalhados, a quantidade de licenças, concessão de abono, férias, data e nome legível do responsável pelo preenchimento do formulário.

O motivo do bloqueio dos repasses está na falta de repasse para a previdência, na qual é descontado dos servidores em folha de pagamento, porém adminstração não repassa para previdência social, prejudicando a aposentadoria dos servidores,  fazendo também desvios do Fundeb, fraudes em licitações, perserguição política de funcionários da oposição, e prestação de contas obscuras  junto ao TCE-MA, cometendo assim vários atos de improbidade administrativa. Além da suspenção e do bloqueio das contas, a cidade de Sucupira do Riachão, perdeu ainda o Fundo de Participação do Município (FPM), que é a principal fonte de renda de pequenas cidades.

Por conta disso, os servidores municipais ligados a administração, estão sem receber há mais de 30 dias, podendo ter outros agravantes como saúde e educação. Além disso a prefeita vem contratando indiscriminadamente sem concurso público vários funcionários, deixando um rombo na adminstração do município, sem contar que ainda tem funcionários contratados que nem sequer pisa no ambiente de trabalho como denunciado anteriormente nesse Blog, além de vários casos de nepotismo.

A prefeita pode responder por crime de improbidade administrativa com detenção de três meses podendo chegar a até três anos. Além disso, a prática constitui infração política administrativa que pode resultar na cassação do mandado do prefeita.

Conforme consulta no site da receita federal podemos conferir claramente o bloqueio 

Imagem: Receita FederalBloqueio de CNPJ prejudica pagamento de servidores públicos.(Imagem:Receita Federal)Bloqueio de CNPJ prejudica pagamento de servidores públicos. 





Leia Mais.

Em 2016-04-25 11:04:00 - Por São João dos Patos

Após uma denúncia feita pelo nosso Blog aqui no Jornal Tribuna do Maranhão, sobre a falta de merenda em várias escolas municipais do município de Sucupira do Riachão, a prefeita Gilza, realizou a compra dos alimentos e reabasteceu os estoques nas escolas na semana passada  e passou a fornecer aos alunos e professores.

Ainda de acordo com a gestora do município,  Gilza, alegou de que "a falta de merenda se deu por problemas licitatórios" Finalizou.
Imagem: Lucas SantanaClique para ampliarPor uma alimentação escolar constante e de qualidade(Imagem:Lucas Santana)Por uma alimentação escolar constante e de qualidade 
Os alunos das escolas municipais de Sucupira do Riachão comemoraram o retorno da merenda escolar e espera que não a falte mais, pois assim poderão ter melhor rendimento escolar. 

Nosso Blog está aberto para qualquer esclarecimento da prefeita.


Leia Mais.

Em 2016-04-23 10:09:00 - Por São João dos Patos

Imagem: Funcionário derramando lixo no veículo da saúdeClique para ampliarUm funcionário não identificado carregando lixo na escola.(Imagem:Funcionário derramando lixo no veículo da saúde)Um funcionário contratado recentemente, Diego,carregando lixo da escola.
Uma denúncia grave feita por funcionários da Secretaria de Saúde da Prefeitura de Sucupira do Riachão, distante 552km da capital, São Luís, estado do Maranhão , revela que veículos que deveriam transportar materiais esterilizados para as unidades de saúde também estão sendo utilizados para carregar lixo. O fato foi flagrado na Escola Municipal Humberto de Campos, por um servidor do setor de transportes, identificado como irmão da gestora Gilza, transportado pelo motorista não efetivo, Nerivaldo Ribeiro de Azevedo, com as fotos que foram recebidas para a nossa reportagem do Jornal Tribuna do Maranhão. Na imagem, é possível verificar um funcionário derramando o lixo dentro do veículo.



Segundo os informantes da secretaria de saúde, na qual não iremos identificar por questões de segurança, o transporte de materiais e roupas esterilizadas para as unidades é feito por esse veículo, mas, frequentemente, esse veículo também é usado por outros setores, sem ser devidamente higienizados. "Esse carro é usado para atender ao setor de Zoonoses, e até carrega lixo hospitalar e em outros setores do município. Depois, sem passar pela devida sequência de limpeza obrigatória com remoção dos resídos sólidos contaminantes, higienização, sanitização e esterelização e sem essas etapas  realiza principalmente  o transporte de remédios, roupas esterilizadas e de materiais cirúrgicos e odontológicos até as unidades de saúde, colocando em risco todo o sistema e saúde. Com isso, os pacientes e os motoristas que trabalham no setor ficam expostos a contaminação".

Imagem: Lixo na caminhoneteIrmão da prefeita carrega lixo em transporte da saúde que carrega remédios(Imagem:Lixo na caminhonete)Irmão da prefeita carrega lixo em transporte da saúde que carrega remédios
 Outro servidor, que não quis se identificar, confirmou que o problema ocorre com frequência. "Eles não têm o menor controle do veículo. O carro sai da garagem, muitas vezes, sujo para transportar equipamentos que serão usados depois pelos servidores da saúde  que trabalham nas unidades. É um absurdo".

É importante destacar que no município de Sucupira do Riachão não possui coleta de lixo onde é um absurdo toneladas de resíduos sólidos urbanos diariamente, incluindo resíduos domésticos, hospitalar, varrição e limpeza de vias e praças, restos de feira, podas de árvores, dentre outros, sendo transportado por um veículo que deveria estar carregando produtos esterelizados da saúde, desviando a sua finalidade. 

Resposta

Em nota, a gestão de Gilza  não quis se manisfestar e diz que não irá passar informações a pessoas que não votam no município, pois a sua justificativa é apenas para o povo que mora na república de Sucupira do Riachão.
Leia Mais.

Em 2016-04-02 07:00:00 - Por São João dos Patos

"Desde de que iniciou o ano letivo das escolas munipais de Sucupira do Riachão encontra-se sem merenda escolar"

O Programa Nacional de Alimentação Escolar, (PRONAE), mensalmente, deposita na conta das secretarias de educação em todo o pais, a verba para a alimentação escolar com os valores calculados com o números de alunos de todas as escolas municipais em todo o Brasil.

O programa garante alimentação aos alunos e  profissional em educação em atividade, durante o período letivo, nas creches, pré-escolas e escolas da educação básica públicas, bem como nas escolas filantrópicas e comunitárias conveniadas com entes federados.

Sucupira do Riachão a 570 km de São Luís, capital do estado do Maranhao, está inscrito neste programa, e, com assiduidade recebe essa verba federal, mas o município, através da Prefeita Gilza, não vem cumprindo com esse repasse em benefícios dos alunos. Pessoas constantemente, fazem denúncias de falta de alimentação para os alunos nas escolas municipais, porém a gestora vem sendo arbitrária e lamentavelmente não está cumprindo o que determina a lei nº 11.947, de 16  de junho de 2009, na qual dispõe sobre o atendimento da alimentação escolar e do Programa Dinheiro Direto na Escola aos alunos da educação básica.

Confira abaixo os repasses realizados este ano para o município de Sucupira do Riachão-MA.


Imagem: FNDE - Fundo Nacional de Desenvolvimento da EducaçRepasses do PNAE - PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR EM 2016(Imagem:FNDE - Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educaç)Repasses do PNAE - PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR EM 2016 

Parece que as autoridades competentes para fiscalizar o município não andam fazendo o seu papel em tornar pública a situação no município, pois até agora nenhum falou na tribuna sobre o caso, não foram constatar nas escolas a veracidade dos fatos. Os professores chegam ao ponto de liberar alunos mais cedo porque não tem merenda, diretores de escolas pedem aos pais dos alunos de que cheguem alimentados de casa, porque não tem merenda na escola.

Prefeita, a sua política em iniciar o ano letivo sem merenda escolar está cometendo crime de responsabildiade fiscal, sendo considerado portanto um desvio de recursos e querendo fazer economia com dinheiro que não é seu, porque não faz parte do orçamento da prefeitura, esta ocasionando um efeito cascata, pois a falta da criança na classe, ocasiona transtornos para as mães que precisam trabalhar para o seu sustento, pois não tem como deixar com alguém, e se tivesse condições de contratar uma pessoa para tomar conta do seu filho, ela não estaria precisando de trabalhar.

Talvez a senhora nunca precisou para os seus filhos de uma escola municipal, e talvez não alcance este problema que é um dilema para pessoas carentes, use a verba integral do PRONAE, não economize dinheiro que não é seu, e sim de todos os alunos da rede municipal.

A Administração de Gilza, vem sendo alvo recentemente de inúmeras denuncias de grupos de oposição de improbidade administrativa e problemas relacionados ao superfaturamento de obras inacabadas, destruição de praças, golpe em licitações de combustíveis que chegam a ser alarmante comparada a pequena frota do município, além de perserguição de servidores fora do reduto eleitoral de Sucupira do Riachão ou da oposição.

Povo em foco!

Leia Mais.

Em 2015-10-30 21:25:00 - Por São João dos Patos

Imagem: Organização: Adriano PereiraBanda Borogodó(Imagem:Organização: Adriano Pereira)Banda Borogodó
 Vem aí dia 14 de novembro(sábado) em São João dos Patos a banda sensação do momento no Ceará, direito de Fortaleza as meninas do Borogodó promente agitar a sábado patoense com muito forró e sertanejo universitário no Racho Clube. A abertura da 1ª Balada forrozeira patoense é com a banda Potentes do Forró.

Garanta já o seu ingresso antecipado no valor de apenas R$ 15,00 no Adryli"s Bar, Matriz Lan House ou Bar do Chagas
Leia Mais.

Em 2015-09-21 11:49:00 - Por São João dos Patos

Os professores da rede municipal de ensino de Sucupira do Riachão, realizaram ato público de paralisação como advertência das atividades, em prol de uma negociação do reajuste salarial e aprovação do plano de cargos e salários. Os servidores reivindicaram a implantação do piso nacional de 13,01%, e caminharam pelas ruas da cidade, de forma pacífica em protesto e esclarecendo os motivos do ato aos pais de alunos, alunos e toda sociedade.

Os professores e servidores da educação reuniram-se e com bons motivos da paralisação, munidos com apitos, cartazes e faixas, seguindo numa caminhada pelas ruas da cidade em direção a prefeitura Municipal de Sucupira do Riachão-MA.

A prefeita "Gilzania Ribeiro", vulgo Rainha da Sucata, depois de ter ameaçado a descontar a folha de pagamento, caso os mesmos não parassem com a greve que durou uma semana esse ano. Agora vem comendo o dinheiro dos professores com bastante ostentação e churrasco todos os meses. Ela não tem dinheiro na prefeitura para dar o aumento aos professores porém vem fazendo muita farra. A última ostentação foi domingo dia 20 de setembro de 2015, no interior do município.
Leia Mais.

Em 2015-09-18 22:33:00 - Por São João dos Patos

Sobre o município

 De acordo com o censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, realizado em 2010, Sucupira do Riachão, possui população estimada em 4.610 habitantes.
Fundada em 10 de novembro de 1996, Sucupira vai completar 19 anos este ano. A cidade fica localizada no leste maranhense, Chapadas do Alto Itapecuru e fica cerca de 565 km distância de condução até São Luís.
A atual prefeita conseguiu na última eleição municipal convencer a maioria do eleitorado elegeu-se obtendo 1.501 votos.

Nepotismo

 Imagem: Portal Meio Norte
Prefeita Gilza Ribeiro (PRB)(Imagem:Portal Meio Norte)Prefeita Gilza Ribeiro (PRB)
 A atual Prefeira Gilzania Ribeiro(PRB) vem praticando atos de nepopismo direito e cruzado na gestão pública, praticamente todos os parentes direitos da mesma estão infiltrado em sua gestão, o que pode ser caracterizado como abuso do poder político e econômico e vem tratando o serviço público como de sua propriedade familiar.

 Nepotismo (do latim nepos, neto ou descendente) é uma forma de corrupção na qual um alto funcionário público utiliza de sua posição para entregar cargos públicos a pessoas ligadas a ele por laços familiares, de forma que outras, as quais possuem uma qualificação melhor, fiquem lesadas.

 O Supremo Tribunal Federal também impediu o chamado nepotismo cruzado, que ocorre quando um agente público contrata parentes de outro a fim de empregar seus próprios familiares no gabinete do colega.

 A nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, inclusive,...para o exercício de cargo em comissão ou de confiança, ou ainda de função gratificada...viola a Constituição Federal"

 É importante ressaltar que nepotismo não é crime. Porém, quando fica comprovada a intenção da prática, o agente público fica sujeito à ação civil pública por ato de improbidade administrativa, o que inclui desde o ressarcimento integral do dano ao erário público até a perda da função e dos direitos políticos de três a cinco anos.
 
Apurando uns dados por nossa reportagem verificamos muitas irregulares quanto ao nepotismo praticado na gestão da prefeita Gilza, que vai desde de irmãos, praticamente quase todos, sobrinhos diretos, tios e não precisa nem especificar muito os nomes, basta ir em cada departamento e perceber de que é bem claro e evidente, o que a nossa reportagem observou na gestão desta prefeitura.

Imagem: FacebookClique para ampliarJosenilde Vila Nola, funcionária fantasma em Sucupira do Riachão(Imagem:Facebook)Josenilde Vila Nola, funcionária fantasma em Sucupira do Riachão
 Inclusive até funcionários fantasmas podemos identificar na gestão. Identificamos uma funcionária sem concurso público na folha de pagamento, Josenilde Vila Nova reside atualmente em Goiânia no estado de Goiás, porém recebe proventos sem nenhum desconto das faltas que lhe são computadas, ou pelo ou menos deveiria ser. Ela é filha do ex-prefeito, Antônio Luiz de Sousa, na qual foi cassado, pela prática de captação ilícita de sufrágio e abuso de poder na campanha de 2004.
  • Quem não está no gozo dos direitos políticos não poderá investir-se em qualquer cargo público, mesmo não eletivo (Lei n. 8.112, de 11.12.90, art. 5°, II). Não pode, também, ser diretor e nem exercer cargo em entidade sindical (Consolidação das leis do trabalho, art. 530, V). A Lei Complementar 135/10 ) Com a medida, ficam impedidos de assumir cargos públicos aqueles que estão em situação de inelegibilidade em razão de condenação ou punição de qualquer natureza, na forma da Lei da Ficha Limpa, como crimes contra a administração pública, crimes eleitorais e crimes hediondos. O prazo dessa inelegibilidade é de oito anos.

Imagem: Perfil no FacebookClique para ampliarAntônio Luis funcionário voluntário?(Imagem:Perfil no Facebook)Antônio Luiz funcionário voluntário?
  Antônio Luiz é meio-irmão parterno da atual gestora do município, embora não seja reconhecido oficialmente em cartório, está na genética. Antonio Luiz está atualmente também está presente na gestão e informou a nossa reportagem de que não faz parte da folha de pagamento, pois vem fazendo um serviço voluntário, mas a nossa reportagem não teve acesso a folha de pagamento, mas como alguém pode exercer trabalho sem remuneração? Algo de errado e fumaça está no ar...



Imagem: Facebook
Clique para ampliarAgnaldo Sobrinho da Prefeita(Imagem:Facebook)Agnaldo Sobrinho da Prefeita
 Agnaldo Azevedo também é filho de Antonio Luís, sendo portanto sobrinho da prefeita e atualmente tem a pasta de Assessor da prefeita

  1.  Existe ainda primos, tios e muitos, mais muitos irmãos da mesma na gestão, carecendo de mais informações detalhadas e se observarmos na prefeitura, praticamente todos os funcionários de cargos comissinados, bem como contratadados da prefeitura é parente direito da mesma, ou de vereadores aliados e por aí vai e dar para se ter uma noção de como anda a administração da prefeitura de Sucupira do Riachão, esta gestora está transformando a prefeitura em uma empresa familiar e não uma empresa pública para o qual a mesma foi eleita.
  2.  
  3. O clima na prefeitura é de medo, pois os funcionários não repassam qualquer informação e a prefeita não tem sido transparente com os gastos do município, inclusive descumprindo a lei da transparência.
  4.  
Abuso de Poder Econômico



Imagem: Diário Oficial
Clique para ampliarAbuso de poder econômico(Imagem:Diário Oficial)Abuso de poder econômico
  De acordo com publicações do Diário Oficial, a prefeita do município de Sucupira do Riachão, Gilzania Ribeiro Azevedo, (PRB), contratou duas empresas diferentes durante sua gestão para fornecimento de combustível e lubrificantes para a Prefeitura.
Nos primeiros 12 meses da sua desastrada administração, no ano de 2013, o contrato com a empresa Ribeiro e Silveira Ltda foi de R$ 664.835,80 (seiscentos e sessenta e quatro mil, oitocentos e trinta e cinco reais e oitenta centavos).

 No segundo extrato de contrato com a mesma empresa, referente ao ano de 2014, o valor subiu significativamente, para R$ 982.691,00 (novecentos e oitenta e dois mil, seiscentos e noventa e um mil reais).
 Já no terceiro contrato, agora em 2015, meteram a mão no pote e não esconderam de ninguém. Houve mudança na empresa contratada, desta vez a São Benedito Combustíveis Ltda, e o valor subiu estratosfericamente para R$ 1.598.238,00.

 A soma dos três contratos chega a nada menos que R$ 3.245.764,80 (três milhões, duzentos e quarenta e cinco mil, setecentos e sessenta reais e oitenta centavos).
Pesa também contra a atual gestão, suspeitas de fraudes nas licitações, e eventual direcionamento nas contratações que exala superfaturamento e consequente desvios de recursos públicos por meio de notas fiscais fictícias ou “frias”, que são aquelas nas quais os serviços declarados não são prestados ou os produtos discriminados não são entregues.




Perceguição Política
 
 Recentemente funcionários nomeados por decisão judicial são perseguidos, com a intenção de desmotiva-los e chegar a desistir do cargo, porém muitos já vem entrando na justiça para garantir seus direitos adquiridos. É o caso de Lucas Santana, Técnico Agrícola lotado na Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente. Onde o mesmo alega de que solicitou administrativamente o pagamento de salários atrasados, na qual foram conquistados por decisão judicial, porém a prefeita vem descumprindo tal decisão, são 39 salários na qual o mesmo foi cessado de receber.

 Solicitou também do direito de Licença sem Remuneração para concluir seu curso superior em Agronomia, porém todos os pedidos foram indeferidos pela gestora, sendo punido ainda com um processo administrativo disciplinar, o que poderá acarretar em demissão do funcionário.

 O objetivo do mesmo seria fazer progressão na carreira, na mesma área de atuação para ajudar no desenvolvimento do município, mas simplesmente esse direito de afastamento para assuntos particulares são negligenciados pela gestão da Gilza,
 
 Além disso, Lucas Santana informou que o ambiente de trabalho é hostil, não apresenta as mínimas condições de trabalho, pois não há cadeira, mesa, equipamentos de proteção individual além de não ter atribuído nem uma função para o qual prestou concurso e vem sendo tratado de forma diferenciada dos demais funcionários o que fere os princípios de isonomia do serviço público.

    A prefeitura vem perseguindo principalmente funcionários efetivos que são oriundos dos municípios como São João dos Patos, Guadalupe, Passagem Franca, e outros. Justamente por esses funcionários não votar em Sucupira do Riachão e, portanto não é interessante para a gestora pagar salários a servidores que não participa de seu nicho eleitoral, sendo arbitrária e até apelidada pela população de "Rainha da Sucata"

   Não podemos aceitar a arbitrariedade dessa prefeita que pensa que é dona da prefeitura, porém tem prazo determinado para sair e simplesmente acha que deve fazer o que bem entender, mas é preciso uma intervenção nesse tipo de governo o que deve ser repudiado pela população local, inclusive a gestora não apresenta um bom histórico familiar, pois tanto o pai, Raimundo Ribeiro de Azevedo teve seus direitos políticos cassados e bem como irmão, Antonio Luis, já estiveram no mesmo cargo e ambos foram condenados pela justiça e parece que Gilza está no mesmo caminho.
Leia Mais.

Em 2015-05-01 04:08:00 - Por São João dos Patos

Imagem: Domingos CostaClique para ampliarEx-Prefeito Zé Mário(Imagem:Domingos Costa)Ex-Prefeito Zé Mário
Segundo Certidão de processo com trânsito em julgado do Tribunal de Contas do Estado, o ex-gestor é ficha suja e está inelegível.  O ex-prefeito de São João dos Patos, José Mário Alves de Sousa, o Zé Mario, mesmo sem poder sonha retornar ao comando da cidade de alguma maneira, devido a inelegibilidade o mesmo está tentando entrar alianças com adversários antigos, o que pode deixar ainda mais fracos ambas alianças e quem vem ganhando o carisma da população é o Atual prefeito de São João dos Patos, Waldênio que vem dando um bom exemplo de gestão e trabalho com honestidade e interação com a população, buscando sempre o melhor para a população patoense, diante do desastre da administração anterior.

A certidão diz que na sessão plenária de 27/06/2007, a Prestação de Contas Anual de Governo do ex-prefeito, referente ao exercício financeiro de 2005, processo 2885/2006, obteve deliberação pela desaprovação e dívida de multa, conforme Acórdão nº 409/2007, Parecer Prévio nº 215/2007, publicado no diário oficial da justiça, em 17/08/2007.

Após a desaprovação, Zé Mário ingressou com recursos de reconsideração, apreciado conhecido e provido parcialmente em 01/06/2011, conforme Acórdão nº 426/2011, com publicação no diário oficial da justiça no dia 14/09/2011 mantida a deliberação anterior mantida a dívida de multa.

Não contente com a decisão da corte de Contas, o ex-gestor, entrou com interposto embargo de declaração, apreciado, não conhecido em 19/02/2014, conforme Acórdão nº 132/2014, com publicação no diário oficial eletrônico que circulou em 25/06/2014 mantida a deliberação anterior mantida a dívida de multa.

Interposto EMBARGO por José Mário Alves de Sousa protocolado em 27/06/2014 apreciado não conhecido em 03/09/2014 conforme Acórdão nº 854/2014, com publicação no 353/2014 que circulou em 18/12/2014 com deliberacão pela desaprovação e dívida de multa.

Transitando livremente em julgado em 20/09/2014 no âmbito do TCE-MA.
Portanto, José Mário Alves de Sousa está enquadrados na Lei Complementar nº 135, a Lei da Ficha Suja. Contas desaprovadas pelo órgão de controle externo, com processo com trânsito em julgado é adotado pela Justiça Eleitoral como um dos critérios para impugnação de candidaturas.

Você poderá consultar o autenticidade do conteúdo da Certidão clicando aqui.

Créditos: Domingos Costa



Leia Mais.

Em 2014-11-03 11:59:00 - Por São João dos Patos

"Serei ministro e, ao mesmo tempo, presidente da Academia", afirmou o Senador.
Imagem: Governo FederalClique para ampliarSarney e Dilma(Imagem:Governo Federal)Sarney e Dilma 
A pedido de Lula, Dilma Rousseff convidou José Sarney para ser seu novo ministro da Cultura. “Serei ministro e, ao mesmo tempo, presidente da Academia”, afirmou o senador. Com relação a comentários de que, para presidir a Academia, seria necessário que ele morasse no Rio, Sarney respondeu: “Rui Barbosa presidiu a Academia morando na Bahia”. O atual Ministério da Cultura foi criado em março de 1985, durante o primeiro mês do governo Sarney.
Leia Mais.