Em 2017-07-12 15:11:00 - Por Ademar Sousa

Imagem: Divulgação Clique para ampliarDeputado Ismar Marques (PSB) (Imagem:Divulgação )Deputado Ismar Marques (PSB)
  O deputado Themístocles Filho (PMDB), presidente da Alepi, esteve com o governador do Maranhão, Flávio Dino, quando ficou acertado que o governo do estado vizinho asfaltará um trecho de apenas 8 quilômetros entre a ponte de Luzilândia e a cidade de São Bernardo, possibilitando um melhor tráfego entre os dois estados.

O deputado Ismar Marques (PSB) disse que a obra é muito importante. “Quem queria visitar os lençóis maranhenses tinha que enfrentar esse trecho de terra. Do lado do Piauí o governo fez as estradas, fez a ponte e agora o Governo do Maranhão está fazendo a licitação para a etapa final encerrando um problema que perdura a décadas”, frisou. Fonte: Alepi 

Imagem: Divulgação Clique para ampliarxxx(Imagem:Divulgação )
 
Leia Mais.

Em 2017-07-12 13:00:00 - Por Ademar Sousa

Imagem: Ascom/Sems xxx(Imagem:Ascom/Sems )
 

A Secretaria Municipal de Saúde traça estratégias para trabalhar a Semana Municipal de Luta contra as Leishmanioses, a ser realizado no mês de agosto. As ações educativas e preventivas serão conduzidas pelas Coordenações de Epidemiologia, Unidade de Vigilância em Zoonozes, Vigilância em Saúde, Endemias, Atenção Básica, Estratégia Saúde da Família, Núcleo Municipal de Educação em Saúde; em parceria com a Regional de Saúde e o IESM.

A Semana visa desenvolver atividades que venham orientar e conscientizar a população sobre os perigos da doença aos seres humanos e animais. “O objetivo é mobilizar a sociedade, promovendo ações e intervenções de controle para prevenção da doença”, destacou o secretário municipal de Saúde, Marcio Sá.

A DOENÇA

A leishmaniose é uma doença infecciosa de dois tipos: a visceral e tegumentar. A visceral, mais conhecida como calazar, acomete o fígado, baço e medula, além de causar febre, anemia, tosse seca, fraqueza, palidez e pode matar até 90% dos pacientes se não forem tratados. Ela é transmitida ao homem pela picada do mosquito chamado palha ou birigui. O cão é o principal reservatório da doença. Os principais sintomas no animal são perda de apetite, feridas no corpo e secreção nos olhos. Fonte: Ascom/SEMS 

Imagem: Ascom/Sems xxxx(Imagem:Ascom/Sems )
 
Leia Mais.

Em 2017-07-09 14:19:00 - Por Ademar Sousa

Fui covardemente agredido fisicamente pelo ex-prefeito Flávio do Teté e seus aliados

Nota Pública

Imagem: Divulgação/Cidade Verdexxx(Imagem:Divulgação/Cidade Verde)xxx 

Na tarde de sábado (08/07),  eu, Ademar do Nascimento Sousa, quando estava atuando como radialista e jornalista no livre exercício da profissão, durante uma festa de inauguração da obra de calçamento no Povoado Invejada dos Cardosos, zona rural de Alto Longá (PI), com as presenças dos secretários de Segurança Pública, Fábio Abreu (deputado federal licenciado) e das Cidades, Fábio Xavier (deputado estadual licenciado) fui agredido fisicamente com socos pelo ex-prefeito Flávio do Teté (visivelmente embriagado), na companhia do vice-prefeito Maciel Sindô, do vereador Cícero Branco (PT), do ex-vereador Assis Sindô, dentre outros homens descontrolados. Sem dúvida, foi um ato brutal e covarde porque eu não representava nenhum perigo à sociedade naquele momento, visto que não estava ofendendo ninguém. Apenas como locutor profissional disse que a população do Povoado Invejada dos Cardosos estava recebendo benefício do Governo do Piauí, através da Secretaria das Cidades, atendendo reivindicação do jovem líder Belauto Bigode. O vereador Cícero Branco subiu ao palco e pediu o microfone para se pronunciar de maneira arquitetada, mesmo assim, facultei a palavra a ele de maneira democrática e respeitosa. Mas, na verdade, a intenção dele ficou clara que queria tumultuar e bagunçar o evento, chamando para subir ao palco o ex-prefeito Flávio do Teté e o atual prefeito Henrique César Arêa Leão Costa. Naquele instante, eu disse que não falaria nenhum político para não virar um palanque eleitoral. O meu irmão Evaldo Sousa e o meu primo Valdenir também foram agredidos fisicamente quando tentaram me prestar socorro. Por pouco, não sofri uma situação de linchamento por elementos inescrupulosos e, acima de tudo, covardes. A única arma que eu usava era a minha caneta com a qual utilizo para o bom jornalismo.

Por causa disso, o ex-prefeito Flávio do Teté partiu furioso e começou a me agredir covardemente com ajuda de seus puxa-sacos. Em determinado momento, eram mais de 10 homens me agredindo fisicamente. A partir daí, houve quebra-quebra com o palanque se transformando numa verdadeira arena de ringue. Acredito que eles tiveram a intenção de matar.  Por isso, estou pedindo ao Secretário de Segurança Pública, Fábio Abreu, que tome as devidas providências cabíveis para tal fato. Inclusive, aconteceu o envolvimento de um policial civil que não prestou concurso público para exercer a função, já que entrou supostamente pela janela. Vou a Polícia Federal pedir proteção, pois se trata de uma tentativa de morte contra um profissional de imprensa.

Sou um cidadão de bem. Nunca cometi nenhum crime contra ninguém. Exerço há 32 anos a profissão de radialista e jornalista cobrindo fatos políticos e o cotidiano em dois estados: Piauí e Maranhão ao mesmo tempo com o Blog Ademar Sousa (www.ademarsousa.com.br) e no Portal Tribuna do Maranhão (www.tribunadomaranhao.com.br).

O ex-prefeito Flávio do Teté está desesperado porque não exerce mais o cargo de Chefe do Executivo Longaense. Ele demonstrou despreparo e descontrole para exercer qualquer função pública.

 Desde já, quero agradecer a solidariedade dos colegas jornalistas do Piauí e do Maranhão que estão me ligando a todo momento. Estão indignados com o ato covarde. Eu não estava causando nenhum desrespeito a ninguém. Também quero agradecer a solidariedades de autoridades e políticos comprometidos com o respeito e a não violência seja física, seja verbal. O presidente do Sindicato dos Jornalistas do Estado do Piauí, José Olímpio de Castro, vai se manifestar sobre o caso e vai exigir rigorosa apurados dos fatos e que culpados sejam punidos pela Secretaria de Segurança Pública do Piauí.

 

Leia Mais.

Em 2017-06-21 12:23:00 - Por Ademar Sousa

 Imagem: Ascom/Sems
Secretário de Saúde de Timon, Márcio Sá (vestindo camisa manga longa amarela)(Imagem:Ascom/Sems )              Secretário de Saúde de Timon, Márcio Sá (vestindo camisa manga longa amarela) 
O secretário Municipal de Saúde de Timon, Marcio Sá, participou na última terça-feira (20) da eleição da nova diretoria do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Maranhão (COSEMES). Na votação, o gestor foi eleito tesoureiro, através da chapa Unidos pelo SUS, compondo assim a diretoria executiva para o Biênio 2018/2019.

“Sabemos que temos um papel bastante importante no que se refere à oferta de um serviço de Saúde de qualidade e nossa responsabilidade só aumenta com mais essa representatividade no Estado para o nosso município e região. Algo conquistado com apoio do nosso deputado estadual Rafael Leitoa e que com certeza é mais um desafio lançado. E vamos continuar trabalhando para alcançar sempre mais”, disse o gestor de Saúde de Timon.

A diretoria do biênio 2018/2019, é encabeçada pelo secretário de saúde de Coroatá, Vinicius Araújo, que foi reeleito para o cargo e composta por secretários de saúde de vários municípios do estado do Maranhão. 

O Conselho

O COSEMS tem como missão agregar e representar o conjunto de todas as secretarias municipais de saúde, promovendo o pleno exercício das responsabilidades dessas instituições na saúde perante os poderes legislativo e judiciário, além de outras entidades da sociedade civil.

 

Facilitadores da Planificação à Atenção Primária da Região de Timon recebem treinamento

xxx(Imagem:Ascom/Sems )xxx 

Após a implantação da Planificação da Atenção Primária em Saúde nos quatro municípios atendidos pela Região de Timon (Parnarama, Matões, São Francisco e Timon), ocorre no município o treinamento dos facilitadores que irão trabalhar no fortalecimento da Atenção Primária em Saúde – APS. Na capacitação estão presentes o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), equipe da Secretaria Estadual de Saúde, Regional de Saúde Timon, e representantes dos quatro municípios que compõe a Região de Saúde de Timon.

O treinamento possibilita a participação dos dirigentes e técnicos que atuam nas regionais de saúde e dos gestores municipais e suas equipes. As atividades das Oficinas compreenderão: trabalhos de grupo, exposições, debates, leitura de textos de apoio, dramatizações, exercícios e utilização de roteiro para trabalho de campo.

“Esse processo trabalha a capacitação de equipes com um projeto de intervenção na organização da atenção com foco na Atenção Primária em Saúde. Então, através do empenho do nosso Deputado Estadual Rafael Leitoa, acontece esse treinamento e capacitação dos facilitadores da nossa Planificação da Atenção Primária da Região de Timon. Nós de Timon, Parnarama, Matões e São Francisco, que compomos a Região de Saúde vamos fazer um belíssimo trabalho para oferecer uma Saúde de qualidade para nossa população”, destacou o secretário municipal de Saúde, Marcio Sá. Fonte: Ascom/Sems

xxx(Imagem:Ascom/Sems )
 
Leia Mais.

Em 2017-06-21 10:16:00 - Por Ademar Sousa

  Nesta quarta-feira (21/6), o Bar da Josélia, abre as portas com a promoção especial da Itaipava. Lá, o cliente toma cinco cervejas e paga quatro. Assim é bom demais!!! 

Lá, no Bar da Josélia, você terá um cardápio variado, além do prato mais típico da região, a tradicional panelada considerada pelos apreciadores como um pedido indispensável no momento da refeição.

O Bar da Josélia fica na Rua 07, 366 – Esquina com a Rua 80, no Bairro Parque Piauí, em Timon (MA). Telefones: (99) 3212-5882 ou (86) 98852-9148.  

Leia Mais.

Em 2017-06-20 17:06:00 - Por Ademar Sousa

 
Clique para ampliarAdvogado Marco Antônio Simão alimenta sonho de ser deputado estadual (Imagem:Divulgação )Advogado Marco Antônio Simão alimenta sonho de ser deputado estadual
 O diligente advogado Marco Antônio Simão (ex-diretor Regional de Saúde de Timon), na gestão do então secretário da pasta Ricardo Murad, esteve na semana passada em São Luís (MA) onde manteve contatos com importantes figurões do mundo político, incluindo membros do alto clã da família Sarney e até dirigentes de siglas partidárias, entre eles, o ex-deputado federal e ex-ministro do Turismo, Gastão Vieira (presidente Estadual do PROS) sobre uma possível pré-candidatura a deputado estadual pelo Maranhão. A propósito disso, Simão também ouviu membros de sua tradicional família em Timon (MA) e Caxias (MA). Inclusive, gente ligada ao governador Flávio Dino (PCdoB) foi consultada nisso.

A informação foi repassada ao Blog Ademar Sousa por fonte com base em São Luís, acrescentando que Marco Simão parece ter enfrentado “resistência” de apoio nesse primeiro momento por parte do seu cunhado e prefeito de Imperatriz, Delegado Assis Ramos (PMDB) em relação a sua pretensão ousada.  Como se sabe, o advogado Marco Simão é um sujeito organizado e teve papel importante no processo de campanha em torno da eleição de Assis Ramos para dirigir a Prefeitura da segunda maior cidade do Maranhão. Embora tenha contribuído bastante tanto na campanha quanto na transição pós-vitória, Simão ao que tudo indica não ocupa nenhum cargo na gestão do cunhado e prefeito Assis Ramos. Até ai, um bom exemplo, no que diz respeito a ausência de nepotismo.

Marco Simão é sobrinho do ex-deputado estadual José Ribamar Elouf (in memoriam) que foi eleito para a Assembleia Legislativa do Maranhão por várias vezes.

 

 

Leia Mais.

Em 2017-06-20 14:29:00 - Por Ademar Sousa

 
Clique para ampliarDeputado estadual João Mádison (PMDB) (Imagem:Divulgação )Deputado estadual João Mádison (PMDB)  
O deputado João Madison (PMDB) pediu hoje (20) ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (PMDB) que encaminhe ofícios ao Ministério Público Estadual, à OAB-PI, ao Tribunal de Justiça e ao Comando Geral da Polícia Militar pedindo esclarecimentos sobre denúncias publicadas na imprensa sobre a existência de grampos nos telefones de vários deputados estaduais.

Mádison afirmou ter ficado surpreso ao ver publicado em um portal de internet e depois comentado em um programa de televisão que procuradores e promotores do Ministério Público teriam patrocinado o grampo em retaliação à aprovação de uma Proposta de Emenda Constitucional alterando a eleição de procurador-geral, utilizando para isso o Sistema Guardião. “Isso é muito grave e precisa ser investigado, até porque eles já ganharam a PEC”, disse.

João Mádison lembrou que antes o Sistema Guardião era gerido pela Secretaria de Segurança Pública, mas agora é o Ministério Público quem está no comando. “Sabemos que o sistema é operacionalizado pela Polícia Militar e queremos do comando os nomes dos policiais que o operam para nos resguardarmos de alguma coisa no futuro”, disse.

Do Ministério Público, o orador pediu informações sobre a existência ou não do grampo e do Tribunal de Justiça ele quer saber se existe autorização judicial para a medida. “Queremos ainda a participação da OAB para que a entidade acompanhe um eventual processo. No Ceará aconteceu a mesma coisa e a OAB foi investigar e está a maior confusão, pois grampo ilegal é crime”, frisou.

João Mádison leu ainda trechos da revista IstoÉ desta semana onde são relatadas pressões do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, sobre eventuais inimigos dentro da instituição e relata que ele tem ultrapassado a tênue linha dos seus interesses políticos com as suas denúncias de interceptação telefônica contra procuradores e parlamentares, o que gera sérias preocupações para os interesses da República e da democracia.

 Dr. Pessoa

Em aparte, o deputado Dr. Pessoa (PSB) disse que se essa publicação for verdadeira ela desmoraliza toda a Assembleia Legislativa. “Isso incomoda todo mundo e eu soube hoje que colegas aqui já haviam tomado conhecimento a mais de um mês. É preciso saber quem é de fora e quem é de dentro desse possível grampo”, discursou.

 Severo Eulálio

Também em aparte, o deputado Severo Eulálio (PMDB) disse que não tem nada contra uma investigação a quem quer que seja, mas é preciso que isso seja feito dentro da lei, respeitando as constituições estadual e federal. “O Ministério Público é o guardião da lei. Ele pode investigar qualquer um, mas como determina a lei, com autorização judicial”, destacou. Fonte: Alepi 

Leia Mais.

Em 2017-06-19 22:07:00 - Por Ademar Sousa

Imagem: Divulgação Clique para ampliarDeputado estadual João de Deus Sousa (PT) (Imagem:Divulgação )Deputado estadual João de Deus Sousa (PT)
  Na Assembleia Legislativa do Piauí, o deputado João de Deus (PT) usou dos dois minutos para os pequenos avisos e informou que ficou sabendo através da imprensa piauiense, que o Hospital São Marcos não vai mais atender pacientes de oncologia, em regime de urgência, em Teresina.

O parlamentar considerou a informação extremamente grave. “O Hospital São Marcos é a maior referência, eu acredito que uma das maiores do Nordeste, em tratamento oncológico. Isso é grave porque é um socorro, é um hospital dito filantrópico, que trata, pelo Sistema Único de Saúde (SUS), muita gente do estado do Piauí, do interior do Maranhão e até de outros Estados”, comentou.

João de Deus propôs aos demais parlamentares, que seja feita uma visita ao diretor do Hospital São Marcos, para saber dele o motivo da medida e evitar que isso aconteça. “Primeiro vamos agendar uma visita, com a Comissão de Saúde Pública e eu me proponho a participar e saber de que forma a gente pode interceder, para que isso possa ser evitado e saber como essa Casa pode se posicionar”, reiterou.

O deputado e presidente da Casa, Themístocles Filho lembrou ao deputado João de Deus que no ano passado, foi aprovado nesta Casa, através de orçamento e a pedido do Hospital São Marcos, a quantia de Um milhão e meio, para ajudar o Hospital São marcos, no tratamento de câncer. “Nós aprovamos, aqui, no orçamento do Estado do Piauí, Um milhão e meio de reais, para ajudar o Hospital São Marcos, em tratamento de câncer”, ressaltou o deputado Themístocles Filho. Fonte: Alepi 

Leia Mais.

Em 2017-06-19 14:05:00 - Por Ademar Sousa

 Mãe da jovem Iarla Lima Barbosa, de 25 anos, assassinada pelo namorado tenente do Exército: "levaram um pedaço de mim".

Imagem: Divulgação/Cidade VerdeIarla Lima Barbosa, de 25 anos, morta a tiros pelo namorado em Teresina (Imagem:Divulgação/Cidade Verde)                      Iarla Lima Barbosa, de 25 anos, morta a tiros pelo namorado em Teresina  

Bastante abalada, a mãe da jovem Iarla Lima Barbosa, de 25 anos, assassinada pelo namorado na madrugada desta segunda-feira (19), foi à Delegacia de Homicídios prestar depoimento. A estudante de Arquitetura foi morta dentro do carro do namorado, o tenente do 2º BEC, José Ricardo da Silva Neto, 22 anos, quando deixavam um pub, na avenida Nossa Senhora de Fátima. A irmã dela, Ailana Lima Barbosa e uma amiga Joseane Mesquita também ficaram feridas. O namorado teria confessado o crime à polícia.

Imagem: Divulgação/Cidade VerdeProfessora Dulcinéia Lima da Silva, mãe da jovem assassinada pelo Tenente do Exército (Imagem:Divulgação/Cidade Verde)                        Professora Dulcinéia Lima da Silva, mãe da jovem assassinada pelo Tenente do Exército  

A professora Dulcinéia Lima da Silva disse que "está sem chão" diante da morte da filha. “Levaram um pedaço de mim. Como é que eu vou viver agora?", lamenta a mãe, que mora em Governador Eugênio Barros-MA, cidade natal da vítima (distante 203 km de Teresina).

Dulcinéia conta que a filha começou a namorar o tenente do exército recentemente, no dia 12 de junho, Dia dos Namorados.  

Iarla contou à mãe que conheceu o rapaz na faculdade - onde ela fazia Arquitetura e ele, Direito - e que ele havia pedido ela em namoro. O tenente chegou a dar flores para Iarla para que ela aceitasse o pedido.

"Ela ficou logo encantada. Disse que ele era gentil, respeitador e que ia aceitar sair com ele", conta a mãe.                       

Iarla morava com a Irma, Ailana Lima Barbosa, 22 anos, que também foi atingida por um disparo de raspão na cabeça, efetuado pelo tenente. Elas moravam em Timon (MA).

A mãe relembra a última conversa que teve com a filha. Foi na noite de ontem, às 23h, através do aplicativo do Whatsapp, mandou uma foto de uma brincadeira e a filha sorriu. A conversa encerrou com um "eu te amo, meu amor", dito por Iarla à Dulcinéia.

Imagem: Divulgação/Cidade Verdexxx(Imagem:Divulgação/Cidade Verde)
 

A professora informou que Ailana ainda está hospitalizada e teve que ser sedada. Ela disse que o velório e enterro de Iarla será na cidade natal delas Governador Eugênio Barros (MA). (Com informações do Portal Cidade Verde). 

Imagem: Divulgação Clique para ampliarTenente do 2º BEC, José Ricardo da Silva Neto, 22 anos(Imagem:Divulgação )Tenente do 2º BEC, José Ricardo da Silva Neto, 22 anos 
Leia Mais.

Em 2017-06-19 12:11:00 - Por Ademar Sousa

 Redução de R$ 500 milhões na assistência médico-hospitalar entre 2015 e 2017, resultou no colapso de unidades de saúde; no mesmo período, a Secom teve aumento de quase 35%
Imagem: Divulgação Flávio Dino aumentou os recursos da pasta de Márcio Jerry(Imagem:Divulgação )                                Flávio Dino aumentou os recursos da pasta de Márcio Jerry 

Numa das mais bisonhas propagandas do governo Flávio Dino (PCdoB), um banner distribuído nas redes sociais no início da semana que passou – para contrapor as denúncias de corrupção envolvendo a Secretaria de Saúde – a comunicação governista divulgou um banner que anuncia, orgulhoso, o corte de R$ 508 milhões nas ações de Saúde, entre 2015 e 2017.

Diante da atual realidade das unidades de Saúde no Maranhão – sucateamento das UPAs, fechamento de hospitais e desestímulo de profissionais da área – o banner repercutiu negativamente na imprensa e nas redes sociais. “Qual o sentido de cortar R$ 500 milhões da saúde, deixando hospitais fechados e atendimento precário?”, questionou o deputado Wellington do Curso.

A festejada “economia” do governo, de mais de 50%, no setor de Saúde fica ainda mais negativa quando se compara com o aumento considerável no orçamento da Secretaria de Comunicação Social e Articulação Política (Secap) – de 35% ­ entre 2016 e 2017. É exatamente a Secap a responsável pelo famigerado banner festejado pelos comunistas – e que sumiu da mídia diante das críticas.

Salto

Em 2016, a Secap, chefiada pelo supersecretário Márcio Jerry, tinha orçamento previsto de R$ 43,8 milhões. Em 2017, esta verba subiu para R$ 58,9 milhões, num salto de mais de R$ 15 milhões.

Deste total, nada menos que R$ 23 milhões estão sendo usados em divulgação, como o banner da “economia” na Saúde, que casou tanta polêmica na mídia.

Além disso, o governo Flávio Dino prorrogou por mais um ano – até setembro de 2017 – contrato que mantém com a empresa Informe Comunicação Integrada, responsável por cuidar da imagem do governador Flávio Dino (PCdoB) na mídia nacional.

Em 2016, o contrato era de R$ 6 milhões. Em setembro, foi renovado por mais um ano, com o mesmo objetivo. A empresa é comandada por Rebeca Scatrut, esposa do jornalista Ricardo Noblat.

Números

R$ 508,9 milhões é o total “cortado” por Flávio Dino no setor de Saúde, entre 2015 e 2017.

Mais de 50% é o percentual de redução dos recursos na Saúde neste período.

35% é o índice de aumento da Comunicação do governo comunista entre 2016 e 2017.

R$ 23 milhões foi o valor gasto por Flávio Dino em divulgação do governo em 2016.

(O Estado do Maranhão)

Leia Mais.